Loomio

HackerSpace em Jampa

SW Silva Wagner Public Seen by 10

Proposta:

Ao inves de criar oficinas paralelas. Abrir um Laboratorio para o evento como parte da programação. Juntando os convidados oficineiros como CopyFight, LampiãoSec e seguindo com as experiencias do Dumont no FISL juntando boa parte dos Hackerspaces do Brasil. Acham uma boa ideia construir uma especie de Hackathon tematico para a cidade?

Pendencias ;

1- Ver com os nativos da Paraíba se acham uma boa poder ter um HackLab ou algo que continue na cidade depois do evento.

2- Pesquisar entre os Piratas quem tem experiencia com esses tipos de eventos de Maratona Hacker, Concursos, com foco em educação, cidade, diversidade de genero etc para organizar as atividades

3- Saber dos convidados oficineiros o que acham de compor as atividades dentro de um HackLab dentro do forum de desgovernança da internet.

4- Consultar a possibilidade de apoio do Dumont ou Outros Hackerspaces como RaulHC, HackLab Independencia

Lista de e-mail:
https://groups.google.com/forum/#!forum/hackerspaces-brasil

G

galdino Tue 21 Jul 2015 5:01PM

apoiado.

IG

Iuri Guilherme Tue 21 Jul 2015 5:29PM

Hacklab Independência acabou.

DU

[deactivated account] Tue 21 Jul 2015 9:02PM

Uma boa, isso tem que ser construido desde já, vamos abrir um grupo no telegram? Alguma alternativa para reunir os interessados? Podem falar.

SW

Silva Wagner Tue 21 Jul 2015 9:03PM

Prioridade é ver com os piratas de jampa e outras atividades tipo hackday, arduino. Acho que da ufpb.

SW

Silva Wagner Tue 21 Jul 2015 9:04PM

No nordeste tem hs em natal, fortaleza, teresina, alem da bahia. Recife tem a TW.

DU

[deactivated account] Tue 21 Jul 2015 10:15PM

não vai agrupar eles em um local ou vai deixar eles decidirem tudo?

SW

Silva Wagner Tue 21 Jul 2015 10:40PM

Vou conversar com neko, ele frequenta esses hackathon.

DU

[deactivated account] Thu 23 Jul 2015 4:49PM

converse e poste o retorno ;)

IG

Iuri Guilherme Thu 23 Jul 2015 4:53PM

Proponho fazer como Hackerspace Dumont

SW

Silva Wagner Fri 24 Jul 2015 5:44AM

Eventos hackers, como Hackathons, HackDays, Dojos/Dojo Coding, etc., tem ocorrido com frequência pelo Brasil e o mundo. Originalmente, estes eram norteados pela Ética e Cultura Hacker, como definidos por Pekka Himanen (HIMANEN, 2001) em seu livro que fala do “A ética dos hackers e o espírito da era da informação”: ele observa que os hackers (desenvolvedores/programadores, designers, mas também jornalistas e outros interessados pelos temas abordados) são motivados por uma paixão profunda pelo conhecimento, seu desenvolvimento e divulgação em diversas áreas e temas e que, nos termos de Yochai Benkler (BENKLER, 2006), também eram balizados por ideais não-proprietários, livres, abertos e colaborativos, defendendo dados e acesso aberto universal, o que garantiria a obtenção de qualquer sujeito à informação pretendida.

Nos últimos, 5 anos, no entanto, muitos dos valores desses eventos tem sido distorcidos por elementos da economia de mercado, monetizando os resultados obtidos com premiações, tornando-os em competições para as melhores ideias e deixando os projetos apagados da memória.

¶ 11Leave a comment on block 110
Hackathon é um termo inglês que quer dizer Hacker Marathon, ou Maratonas Hackers, também conhecido como Hackatonas em português. Trata-se de um encontro de hackers (desenvolvedores, designers e interessados pela tema em questão) que devem desenvolver um aplicativo (app) ou site dentro de 24 horas non-stop. O uso do termo tem sido ampliado à eventos semelhantes, ou seja, Hackathon não tem sido restrito apenas à eventos que duram mais de 24 horas, no seu sentido original, mas também para eventos que tem seu início na manhã de um dia e terminam à tarde, semelhante ao horário de trabalho comum, estes, originalmente, eram denominados de HackDays.

¶ 12Leave a comment on block 120
Estes eventos já ocorriam na comunidade informática e faziam parte da cultura hacker desde a década de 90, antes de tomar o caráter de projetos que se preocupem com tópicos como democracia, participação e governança digital, todos relativos ao conceito de governo aberto, algo que vem surgindo desde o surgimento de movimentos como o Code for America (www.codeforamerica.org/), nos EUA, Code for Germany (codefor.de/), na Alemanha, e aqui no Brasil, já tivemos 2 Hackathons da Câmara. Podemos tipificar 2 tipos de Hackathons/HackDays:

¶ 13Leave a comment on block 130
Competitivos, isto é, com prêmios, normalmente financeiros, para o(s) grupo(s) vencedore(s);
Colaborativos, isto é, sem prêmios e onde participantes colaboram em uma vulnerabilidade ou diversos projetos simultaneamente, resultado do que foi desenvolvido durante o evento para a comunidade.

¶ 14Leave a comment on block 140
É importante lembrar que esses projetos, por terem sido desenvolvidos em tão pouco tempo, estão sempre em fase beta de desenvolvimento, com diversas vulnerabilidades e melhorias à serem implementadas no futuro.

¶ 15Leave a comment on block 150
Estes eram norteados pela Ética e Cultura Hacker, como observa Pekka Himanen: hackers (desenvolvedores/programadores, designers, mas também jornalistas e outros interessados pelos temas abordados) são motivados por uma paixão profunda pelo conhecimento, seu desenvolvimento e divulgação em diversas áreas e temas e que, nos termos de Yochai Benkler (BENKLER, 2006), também eram balizados por ideais não-proprietários, livres, abertos e colaborativos, defendendo dados e acesso aberto universal, o que garantiria a obtenção de qualquer sujeito à informação pretendida.

fonte:
http://mestrado.hackagenda.com.br/

N

n3k0 0n3 Fri 24 Jul 2015 6:08PM

@telegrafico Pode rolar uma oficina de Anti-vigilância.