Loomio

Apresentação

CSP Coordenação Sul Partido Pirata Public Seen by 306

Vamos fazer uma apresentação?
Algo bem simples por que por enquanto este grupo é público então:
Nome, Estado, religião ou não crença que tem, se faz parte de algum grupo que deseje mencionar, etc....

DU

[deactivated account] Mon 16 Mar 2015 4:46AM

Max, nome pagão (religioso) Arcano 33 (significa mistério do 3 vezes o 3, citação a lei tríplice da wicca), bruxo wiccano de tradição eclética, apoiador da União Wicca do Brasil e como tal já participei de diversas movimentações pelo Estado Laico.

B

Barney Mon 16 Mar 2015 3:07PM

Paulo, ateu, nome religioso Paulo :p

LS

Leonardo Sampaio Mon 16 Mar 2015 4:28PM

Leonardo, Curitiba/PR, acredito na espiritualidade mas não tenho embasamento pra falar de nada metafísico, então prefiro esperar o momento da morte pra começar a tratar dessas questões. Apoio o Estado Laico,

FS

Felipe Souza Mon 16 Mar 2015 8:36PM

Felipe, Araraquara - SP, sou muçulmano sufi-xiita com o nome religioso Muhammad Abdullah, anarco-individualista, anti-heteronormatividade, anti-machismo, anti-takfirista (prática de dizer que os outros são infiéis), libertário, pró-inclusão, pedagogo e professor. Apoio o Estado Laico enquanto alternativa para o respeito entre todas as religiões.

PM

Philipe Mota Thu 26 Mar 2015 7:05AM

Natural do Rio de Janeiro/RJ. Pesquisador em física nuclear (computacional). Ateu/agnóstico. Crítico. Prezo por consistência e eficiência.
Feminista e contrário a qualquer mecanismo de opressão (racismo, homofobia, transfobia, etc); e a favor de políticas de anti-opressão (cotas de representatividade, cotas em universidades, demarcação de terras indígenas, descriminalização do uso de drogas, descriminalização do aborto).
Sou a favor da diversidade de gênero (não-binário), de afetividade (poliamor) e conjugal (poligamia).
Defendo o Estado laico (garantindo a livre prática religiosa/espiritual, mas impedindo que haja interferência religiosa/espiritual nas leis e no funcionamento do Estado) e sou favorável à tributação de instituições religiosas.
Sou a favor de mecanismos de redistribuição de patrimônio (renda mínima, imposto sobre grandes fortunas, imposto sobre heranças e doações, impostos indiretos mínimos).
Sou contra copyright e patentes.
Sou a favor da responsabilização de acionistas por crimes corporativos.
Sou a favor da participação da iniciativa privada apenas em setores onde haja mecanismos de concorrência direta.
Sou a favor de criptocurrencies (como Bitcoin) e de outras tecnologias descentralizadoras e colaborativas.
Sou a favor de órgãos internacionais que regulem as relações entre os Estados.
Sou contra a violência de todas as formas, inclusive a Estatal (sou contra o encarceramento desnecessário e completamente contra a pena de morte).
Sou a favor dos direitos dos animais conscientes.
E estou aberto a mudar toda e qualquer das minhas opiniões sujeito a apresentação de evidências e argumentações convincentes.

G

galdino Tue 31 Mar 2015 4:48AM

galdino, ateu. estou aqui mais para ler sobre as contribuições de pessoas das mais variadas religiões para o tema do setorial e aprender sobre o que em cada uma delas permite a defesa do estado laico (como o que foi colocado em outro tópico sobre não-imposição no alcorão).

KBP

Kristian Brito Pasini Tue 31 Mar 2015 5:28AM

Meu nome é Kristian, sou do candomblé.

Acho muito importante num setorial como esse bastante contraposição de visões, mas com cuidado da identidade geral que este comunica para fora.

Sem maiores debates aqui foi colocada uma logo fazendo referência especificamente judaico-cristã na respectiva fanpage no Facebook, algo que pessoalmente me incomodou num observatório que se entende laico.

Me incomodei com isso, externei esse incômodo, que entendo como algo central no debate que envolve intolerância religiosa e laicidade. Daí meu interesse em discutir o assunto, posto que não posso admitir que isso seja tratado como uma questão de menor relevância, dada a natureza da questão.

Entendo que discussões tem de fluir, e a partir daí ir trabalhando uma identidade coletiva, para efeito de divulgação externa.

Pessoalmente, internamente, quero discutir como, numa perspectiva pirata, trabalhar algo tão delicado como IDENTIDADE e REPRESENTAÇÃO ante a defesa de um Estado Laico.

Por exemplo: Deve-se botar a voto que identidade religiosa se se permite dentro de um tribunal? É algo que uma maioria decide, ante uma perspectiva de laicidade efetiva?

O Programa fala sobre não preponderar identidades religiosas específicas, mas respeitar absolutamente a idumentária de cada um, por exemplo, mesmo onde existam codigos de vestimenta. O que acham disso? Na frança proíbem o hijab, por exemplo. Como contrapor a questão individual ante a representação coletiva?

G

Givaldo Tue 7 Apr 2015 6:54PM

Givaldo Corcinio. Paulistano, cristão, a favor do estado laico e das possibilidade de se professar a fé e a não-fé em qualquer estrutura. Estudioso de religiosidades e de imaginários religiosos.
Acho crucial que os piratas se mostrem ativos num ambiente onde o laicisismo é apenas retórico e que a liberdade religiosa é reservada apenas para os pares (cristãos das linhas ocidentais).
Animado para trocar ideias e envolver-se em pensamentos que fluam para questionar a formação de uma "República Fundamentalista Cristã do Brasil" (ou qualquer coisa onde a religião seja preponderante e excludente do que é diverso)

IG

Iuri Guilherme Sun 9 Aug 2015 8:19PM

Meu nome é Iuri Guilherme. Eu sou ateu e embaso toda a minha filosofia religiosa nas premissas de amor ao próximo do cristianismo.

Sou um crítico contumaz e problematizador de toda e qualquer filosofia, e ocupo meu tempo utilizando artifícios linguísticos para renovar imperativos em prol do estado laico, da intolerância religiosa e da desmistificação de associações indevidas. Isto inclui criticar abertamente e agressivamente imposições ideológicas com contra imposições se for necessário.

Também sou estudante auto didata da lógica racional e utilizo subterfúgios como por exemplo, mas não limitado à Dialética paradoxal e Reductio ad absurdum, entre outras coisas que podem ser rotuladas. Tudo isto com a finalidade de forçar, obrigar ou mesmo ditar que as pessoas reflitam sobre seus preconceitos e alcancem a compreensão e o esclarecimento a partir de suas próprias sinapses neurais, e não ouvindo o que eu tenho pra dizer.

Estou aí pra atrapalhar e pra causar.

A única intervenção publicamente conhecida em que eu estive envolvido (salvo descuido da minha parte) foi esta:

Jesus é gay?

Quem souber do meu envolvimento em qualquer outra, cale-se para sempre.

JS

Jonata Silvestre Tue 11 Aug 2015 10:49PM

Jonata. Sou de Joinville, SC. Agnóstico. Professor de Filosofia ACT e Ajudante de Carga e Descarga no Ceasa da região. Já fui evangélico, espírita, ateu, satanista e leitor da revista Planeta. Dawkins não me impressiona, prefiro Sagan. Fui membro de de um coletivo anarquista, pensei que era comunista e agora não tenho uma ideologia definida.