Loomio

Necessidades especiais e deficiência de quem?

FS Felipe Souza Public Seen by 150

Muitas vezes, em diferentes momentos e contextos, são discutidos os direitos das pessoas em diferentes situações, escolhas, formas de ser e estar.

Entretanto, poucas vezes relevamos a questão das pessoas com necessidades especiais.

Penso que somos deficientes, nós que não possuímos nenhuma necessidade especial expressa, por não conseguirmos incluir as pessoas com necessidades especiais. Pra variar, quem perde são todos: os portadores de necessidades especiais e os não portadores. Os diversos estilos cognitivos devem ser respeitados, compreendidos e possuírem acesso às suas demandas e pautas.

Deste modo, pergunto: quais medidas o Partido Pirata poderá empreender para lidar com o fim do pensamento inclusivo (do portadores de necessidades especiais), que é um paliativo, rumo a uma sociedade efetivamente para todos, onde não tenhamos que "incluir" ninguém mais, uma vez que todos já estariam "dentro"?

LS

Leonardo Sampaio Thu 12 Mar 2015 12:37AM

Muito bom o foco que você dá. Vou colar aqui o trecho do programa, mas não sei se foi feito com esse foco. Não sou da área mas agradeço qualquer contribuição que puder dar!

  1. Acessibilidade, autodeterminação do corpo e transhumanismo Nós piratas, movidos por uma busca de integração cada vez mais plena e de todos espectros de capacidades humanas no espaço
    de construção de uma sociedade sempre mais igualitária, proclamamos o reconhecimento da autonomia individual e a busca de
    um amplo respeito às diversas configurações físicas, psíquicas e emocionais em todas as esferas politicas e sociais. O Partido Pirata apóia a neurodiversidade, a diversidade funcional e o cyborgismo como princípios norteadores de identidade, e
    combate todas as formas de discriminação cognitiva. Nesse sentido, propomos: I.Adoção de políticas públicas em defesa das pessoas com necessidades especiais; II. A promoção de políticas de ação afirmativa no acesso à educação e ao mercado de trabalho, de modo a viabilizar a normalização,
    a integração, a autonomia e a promoção social de pessoas com diferentes capacidades; III. Uso de tecnologias no combate ao capacitismo; IV.Direito à morte planejada e à morte assistida; V. Emprego da ciência e de tecnologias emergentes na superação da morte e de limitações biológicas; VI.Quebra de patentes de próteses ortopédicas; VII. Incentivo ao estudo de tecnologias para produção de próteses em impressoras 3D; VIII. Incentivo à produção de próteses de alta tecnologia em território nacional; IX. Defesa da clonagem terapêutica e de espécies extintas; X. Que o Partido estabeleça uma agenda de debates sobre a clonagem reprodutiva e seus efeitos; XI. Que se cobre programaticamente dos governos incentivos prioritários à longevidade e à qualidade de vida, priorizando
    investimentos tecnológicos maiores nessas áreas; XII.Que o partido pirata discuta sobre a Singularidade, e que elaboremos ações políticas que garantam benefícios às gerações
    futuras. O Partido defende o ensino de noções de libras e braille no ensino fundamental e médio e a exigência de provas dessas
    linguagens em concursos para profissionais da educação das redes públicas de ensino básico e superior. Defende também a
    educação integrada e a capacitação efetiva de tais profissionais para viabilizar uma inserção plena de estudantes com diferentes
    capacidades. Apoiamos o desenvolvimento descentralizado de técnicas de difusão da informação e do conhecimento por meios
    acessíveis a todas as configurações de capacidade. Favorecemos o aprendizado e a utilização de libras, braille e outras linguagens
    por parte de membros dos grupos de comunicação do partido. Buscamos assegurar que dados públicos estejam disponíveis
    abertamente com garantias de acessibilidade plena. Enquanto organização partidária, buscaremos os recursos necessários para a
    tradução simultânea em libras e para a narração consecutiva em todos os eventos promovidos ou apoiados pelo partido.
DU

[deactivated account] Thu 12 Mar 2015 1:45AM

creio que acima de tudo, emponderar os sujeitos (pessoas com necessidades especiais) seja a maior meta